Em menos de 48h polícia captura envolvidos em latrocínio em Médici


Na delegacia de Médici, os presos negam terem sido cruéis como também que planejaram o crime e afirmam que atiraram e esfaquearam a vítima, Dheymison Gois, para se defenderem.

em Municípios em Polícia em Videos



Em menos de 48h, a Polícia prendeu os quatro envolvidos no assalto que chocou a sociedade de Presidente Médici/RO. Se condenados pelas acusações que estão sendo impostas o Delegado Dr. Evandro, poderão pegar pena maiores que 30 anos de prisão por Associação Criminosa (quando três ou mais pessoas se unem para praticar crimes) e latrocínio (quando o assaltante mata a vítima). Dois dos bandidos chegaram a conseguir sair da mata, mas foram presos em Ji-Paraná e o outro foi capturado quando seguia a pé na BR 364, sentido Ji-paraná.

Na delegacia de Médici, os presos negam terem sido cruéis como também que planejaram o crime e afirmam que atiraram e esfaquearam a vítima, Dheymison Gois, para se defenderem. “Eu atirei para cima, mas ele veio muito agressivo e parecia que estava bêbado”, disse o acusado Sidnei de Oliveira Sousa, que também disse que é pai, mas não conhece a dor da perda de um filho. Flaviano Rodrigues de Sousa e Uanderson Arcanjo da Silva também falaram ao site Estado Central (vídeo). Um deles disse que teve medo de morrer com o ataque da vítima e o outro chorou e pediu perdão.

Entenda o caso:

No início da noite de sábado (15), Dheymison Gois notou movimentação suspeita na casa dos avós e chegou e foi ao local onde foi recebido a tiros e facadas. Informações dos familiares dão conta de que, mesmo gravemente ferido, o rapaz avançou contra os bandidos com apenas um canivete, conseguindo ferir um dos assaltantes. Após a briga, os ladrões resolveram fugir entrando no mato. Uma mulher que auxiliava a ação delituosa foi presa no mesmo dia e entregou os nomes dos criminosos.

Como informou a Polícia a este Estado Central, os bandidos formam uma quadrilha sendo três de Ji-Paraná e um de Presidente Médici. A confissão da comparsa presa revelou que os criminosos são os mesmos que assaltaram a igreja Católica de Médici, quando alvejaram nas pernas uma fiel colaboradora da paróquia.

Ao virem circular pela internet, centenas de pessoas foram para a frente da delegacia da cidade. Ocorre que o caso gerou grande repercussão e comoção geral. A multidão clamava por justiça com rigidez das leis e, ao mesmo tempo, agradeciam aos policiais civis e militares que atuaram na captura dos bandidos.

Clique Aqui e curta nossa página no Facebook para se manter informado sobre tudo que é notícia em nossa região.

Autor e Imagens: Gederson Bezerra





Comentários

Mais Notícias

Compartilhe

Curta